quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Desacreditando na Fé

Quando acontece o maravilhoso milagre do encontro de uma pessoa com Jesus, percebemos quão infinito é o Poder do Criador. É simplesmente inexplicável este acontecimento, e certamente é por isso que chamamos de milagre.
A pessoa sem Deus, ao experimentar o encontro com Jesus, sente-se cercada por um amor tão incompreensível, que se torna inefável descrever a sensação. O homem procura seguir um caminho que parece lhe ser próprio, e Jesus vem ao encontro do seu coração de uma maneira tão inesperada, que tudo aquilo que parecia estar definido começa a mudar. Isto faz-nos lembrar de Saulo de Tarso a caminho de Damasco.
Uma vida com Jesus realmente é outra coisa. Mas, o que é perturbador e estonteante, é testemunhar o drama humano que por motivos existenciais, faz com que muitos desacreditem na fé depois de um tempo. São pessoas que participaram de algo real, viveram a fé, suportaram aflições e se esforçaram de verdade para que tudo acontecesse conforme a santa palavra de Deus. Então... O que aconteceu? Por que desfaleceram? Para onde foi o entusiasmo? O Evangelho de Jesus é belo e continuam sabendo disso, mas já não vivem mais esta verdade na prática, virou história, literalmente estão desacreditando na fé.
Quando separamos um pouco do nosso tão “concorrido tempo”, para investir ouvidos em alguém que se encaixe neste perfil, não causa estranheza perceber que a história normalmente é a mesma: “Decepções com pessoas, líderes, irmãos. Pessoas que foram enganadas, desacreditadas, insultadas e caracteristicamente magoadas. Os personagens são diferentes, a geografia variada, mas a história cai na ironia da redundância. A frustração com os homens faz com que se desacredite na fé, e, uma vez isso feito, parece que tudo vira uma mentira.
Parece-me que o centro de todo o problema esta na falta da hermenêutica bíblica. Na hermenêutica é onde tudo começa, é o princípio de um aprendizado sadio e durador. Deus já soou o alerta que o homem erra por desconhecer as Escrituras. Ora, compreendendo os textos da Bíblia não há engano, na ausência do engano não há frustração com a fé, apenas com o homem, não obstante, já era de se esperar. Pensar hermeneuticamente significa pensar de acordo com a palavra de Deus, fundamentado naquilo que esta escrito, somente nas palavras da Bíblia.
Reestruture a sua fé, se volte para as Escrituras, exercite a sua fé nas palavras de Jesus. Coisa boa é desfrutar da hermenêutica, quer dizer, do texto da Bíblia e aprender com ele. Fundamentando a fé desta maneira, jamais haverá incredulidade, jamais a fé será desacreditada. Lutero lançou esta tese: “Somente as Escrituras”, Calvino insistiu: “Somente as Escrituras se explicam”. Considere a fé e volte para o amor de Deus que esta em Jesus. Lembre-se: “Há esperança para a árvore”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário