terça-feira, 28 de abril de 2009

A Eleição, o Livre Arbítrio e a Perspectiva Hermenêutica

Antes de ler esta reflexão, aconselho a leitura do texto que esta no livro de Atos 26:16, e do seu contexto situacional. O foco desta reflexão considera como “mitte”, o posicionamento do apóstolo Paulo a respeito do seu ministério.

Quando abordamos sobre a perspectiva hermenêutica, tomamos o cuidado de cercar o texto ou a declaração do agora apóstolo Paulo no livro de Atos 26:16, este texto é fundamental para a compreensão do livre arbítrio do ministro. Sem o uso da hermenêutica, a compreensão da interpretação correria riscos. Portanto, queremos compreender a interpretação sem sangrar o sentido do texto. Precisamos ter isso tudo presente para podermos determinar qual o verdadeiro sentido usual e comum das palavras e frases. No estudo do texto referente a esta reflexão, a primeira regra da hermenêutica foi considerada indispensável para o perfeito entendimento do livre arbítrio, na perspectiva da declaração que o próprio Senhor Jesus fez ao apóstolo Paulo. Quem escreveu o livro de Atos foi Lucas, quem revela a declaração de Atos 26:16 foi o apóstolo Paulo, mas, quem falou o texto do versículo referente a nossa reflexão foi o próprio Senhor Jesus Cristo.

No contexto descobrimos que o apóstolo Paulo fez sua apologia diante do governador Festo e do rei Agripa. Destacamos neste segundo módulo que o objetivo de Paulo não era ser solto por estes homens, uma vez que ele já tinha apelado para César. O objetivo do apóstolo foi deixar claro a sua missão e o exato ministério ao qual o próprio Senhor Jesus o convocou.

Na linguagem bíblica, como em outra qualquer, existem palavras que variam muito em seu significado, segundo o sentido da frase ou argumento em que ocorrem. Importa, averiguar e determinar sempre qual é o pensamento especial que o escritor se propôs a expressar, e assim, tomando por guia este pensamento, poder-se-á determinar o sentido positivo da palavra que apresenta dificuldade. O termo uperetes (uperetes) foi analisado focando as regras da hermenêutica, assim como os seus fundamentos.

O governador Festo já havia ouvido a defesa do apóstolo Paulo em outra ocasião, ele já conhecia bem a sua defesa e ficou bastante surpreso com a eloqüência do apóstolo. Após este episódio com a chegada do rei Agripa, Festo que estava balançado pela eloqüência de Paulo, sofrendo pela dúvida, resolve repetir o feito na presença de Agripa, para quem sabe, ter mais firmeza na sua decisão.

Ás vezes sucede que não basta o conjunto de uma frase para determinar qual é o verdadeiro significado de certas palavras ou idéias, por este motivo imergimos no contexto geral. Devemos começar mais acima a leitura e continuá-la até mais abaixo, para levar em conta o que precede e segue a expressão obscura e, procedendo assim, encontrar-se-á clareza no contexto por diferentes circunstâncias. No contexto achamos expressões, versículos ou exemplos que nos esclarecem e definem o significado da palavra obscura.

Ás vezes encontra-se uma palavra obscura aclarada no contexto por sinônimo ou ainda por palavra oposta e contrária á obscura. Ás vezes, uma palavra que expressa uma idéia geral e absoluta, deve ser tomada num sentido restrito, segundo determine alguma circunstância especial do contexto, ou melhor, o conjunto das declarações das Escrituras em assuntos de doutrina.

Muitas vezes, tão somente pelo contexto se pode determinar se uma expressão (Uperetes) deve ser tomada ao pé da letra ou em sentido figurado. Podemos tentar entender certos textos da Bíblia, que nos trazem certa dificuldade de compreensão, porque os textos nem sempre explicam a razão do por que. O apóstolo Paulo, não esta na verdade preocupado em fazer uma linda apologia para comover o coração do rei Agripa ou o do governador Festo, ele almejou deixar claro o seu tipo de ministério e aproveitou bem o momento supostamente contraditório para com o bom uso da sua eloqüência ganhar alguns, se possível os magistrados.

Concluímos esta reflexão de forma redundantemente necessária ao afirmar o objetivo principal do apóstolo Paulo, declarar com exatidão o seu ministério de servo e mais, como os vossos corações estão duros, não me façam perder tempo, como cidadão romano, apelo para César.

Nenhum comentário:

Postar um comentário