terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Livres

“Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. João 8:36

No capítulo oito do evangelho de João, acontecem algumas situações entusiasmáticas a respeito de Cristo. Após o enigmático acontecimento da mulher pega em adultério, Cristo discursa para os judeus e declara que Ele é a luz do mundo. Gostaria de comentar que um dos motivos que deixavam os fariseus irritados com Jesus, era esta afirmação grega “Eu Sou”. Na língua grega, essa expressão significa “ser o único”, declaração esta, que Cristo insistia em repetir constantemente.

O ímpeto de Jesus não se justifica apenas por ser Ele o próprio Deus, mas por ser profeta. Um profeta, sempre dirá o que deve dizer, ele jamais escolherá palavras para politicamente não se complicar. Um profeta sabe exatamente o preço a pagar pelo dom. Jesus, que é o Cristo, bem o soube e pagou com sangue.

O fato é que no desenrolar do discurso, o Cristo faz esta fabulosa afirmação e eu te convido a refletir comigo. Jesus não discursava para leigos apenas, tão pouco para ignorantes sem conhecimento algum da Lei de Deus. Entre os ouvintes estavam os fariseus, grupo religioso que foi muito poderoso na época de Cristo, e que cresceu muito nestes últimos dois mil anos, sua força política e influência continuam muito forte, e certamente existem vários bem próximos de você... Não seja ingênuo, claro que eles estão por perto, e infelizmente já devem ter te escravizado com doutrinas que lhe são próprias, pois aprisionam as pessoas e lhes fazem sofrer.

É justamente destes, quer dizer, dos fariseus atuais que Cristo quer te libertar. Reflita no texto acima por alguns instantes, eleve o seu pensamento a Cristo e raciocine: “Se, pois, o Filho vos libertar”... Agora consulte o contexto, Cristo falava isso aos judeus que estavam crendo nele, não aos fariseus. Fariseu não gosta de Cristo, usam a religião e se aproveitam da fé dos pequeninos para alcançar e realizar seus sonhos gananciosos. Muitos deles, e, infelizmente agora delas, desejam escravizar pessoas como você... Por quê? Porque escravo é mão de obra barata, trabalham muito sem direito a nada, e geram grande lucro aos seus senhores. Escravizam pessoas com falsos ensinamentos e com discursos eloqüentes e satânicos. Quarde uma coisa meu querido irmão, Cristo quer libertar você dos fariseus, o diabo já esta vencido pelo sangue que na cruz foi derramado, mas os fariseus se tornaram adversários piores.

Não tenha medo, ou dentro do termo hermenêutico bíblico “não temas”. É verdade que o fardo de Cristo é tão leve, que a falta de hábito te faz estranhar, alguns ficam até desconfiados, mas o amor de Jesus, não gera escravidão. Permita que Cristo efetive em sua vida o texto de João 8:36: “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. Viva e seja feliz em nome de Jesus.


Nenhum comentário:

Postar um comentário