quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Quando o Casamento Acaba

"Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu" (I Coríntios 7:8)


Recentemente realizei um casamento, e tudo foi maravilhoso. Os noivos estavam lindos, a igreja bem decorada, o repertório extremamente bem escolhido, e a mensagem anunciada ao jovem casal, a modéstia não me permite comentar. Os pais, evidentemente, se encontravam extraordinariamente emocionados e os padrinhos sensibilizados pela honra a eles conferida.

Durante a cerimônia, o papel do pai da noiva sempre é o mais difícil, não obstante, a menina transformou-se em mulher, e agora outro homem a conduzirá. Natural o pai desmontar diante deste irreversível fato.

O casal era jovem, ela bem mais jovem do que ele, e nada incomum que durante os preparativos para o casamento, comentários surgissem sobre a diferença de idade. Não por maldade, prefiro pensar, mas as línguas não economizam nesta hora. Penso que talvez por uma cultura exagerada, que por tradicionalismo hipócrita, insiste em ditar regras para tudo.

Como se fosse possível ser diferente, nada incomum um ou outro com um pouco mais de coragem ou qualquer coisa assim, me lançar a pergunta: Mas, a diferença de idade é grande não? Será que dará certo? E diante de pessoas tão qualificadas para comentar o assunto do casamento, gostaria de me calar e apenas sorrir... Mas, não dá! Confesso, é mais forte do que posso suportar. Diante dos especialistas do casamento, teci algumas considerações que agora exponho com maior lucidez aos colegas.

Quando foi mesmo que a diferença de idade tolerada pela sociedade, acertou no árduo decorrer do casamento? Quais são as estatísticas que demonstram que a tolerância da sociedade esta certa quanto a este quesito? Para aqueles que gostam de estatística lá vai: Ano de 2009, registrou 50% de divórcios na cidade de Bauru. E os pseudo-especialistas que pasmem, entre estes divórcios, 95% dos casos, são aqueles com diferença de idade tolerada pela sociedade.

Na verdade, digo por teimosia, o número real de divórcios, pode chegar a 90%. Explico. 50%, são aqueles casais que tiveram coragem para admitir que o relacionamento fracassou, que a paixão acabou, não existe amor, o sentimento que ficou é apenas de lamento por entender que se perdeu tanto tempo com uma pessoa que não mais se deseja. Os outros 40% de divórcios, são aqueles que não têm esta mesma coragem, e aconteceram de fato dentro do casamento. São casamentos que já estão divorciados há muitos anos, não se tocam, não se desejam sexualmente, se irritam com facilidade e se desprezam. Os defeitos apareceram de repente de uma maneira constrangedora e até um sorriso se torna um confronto.

Não pense caro leitor, que me alegro em noticiar este fato, ao contrário, me sinto estranho porque gostaria de acreditar em todas as mentiras que os pseudo-especialistas dizem. Quando ouço pessoas querendo dizer como outras pessoas deveriam ser, ou como deveriam agir... Sinto pena! São tolos ignorantes, vivendo enclausurados dentro de sua própria falácia. Geralmente fracassados na área que criticam, sem misericórdia, sem ternura, duros de coração e devassos.
Esse aspecto duvidoso de super espirituais, que sempre julgam considerando o "ideal", ignorando, como se possível, o mundo "real" não me enganam. Platão que me perdoe, mas Aristóteles tinha razão.

Vou dizer o que vi neste último casamento que celebrei. Jovens que se amam e desejam tanto ser felizes que venceram os preconceitos de uma sociedade fora de contexto, e arriscaram os corações na aventura da paixão. Fiquei honrado por fazer parte da história destes jovens. Minha última palavra a eles foi: Se amem muito e sejam felizes!

3 comentários:

  1. O amigo ama os livros, vi aqui alguns que tenho e gosto. Casamento é coisa seria, todos que casam pensam nisso? Parabens pelo seu espaço e convido-o a conhecer meu blog tb. Lá vc terá: MÚSICA, TEOLOGIA, NOTICIAS, POESIA, HUMOR, ETC. Deus te abençoe.


    Joelson Gomes
    http://gracaplena.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá tudo bem? Eu sou do Grupo HAS e tenho interesse em colocar um banner no seu blog.
    Na verdade seria uma troca, você colocaria um banner no meu blog e vice versa entre em contato comigo:
    E-mail: has.25@hotmail.com
    Blog: http://has02.blogspot.com

    Conheça também meu novo blog sobre notícias, esse é para adicionar aos favoritos pois tem notícias a todo momento.
    Blog: http://hastv.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Vasculho os "escombros" e "superficies " da web em busca de blogs que sejam relevantes. Achei o seu . Parabéns.Continue nos presenteando com suas atualizações.

    ResponderExcluir