domingo, 28 de março de 2010

Livros Apócrifos do Novo Testamento

Sob este nome são algumas vezes reunidos vários escritos cristãos de primitiva data, que pretenderiam dar novas informações acerca de Jesus Cristo e seus apóstolos, ou novas instruções sobre a natureza do cristianismo em nome dos primeiros cristãos. Ainda que casualmente algum livro não canônico se ache apenso a manuscritos do NT, isto é contudo tão raro que podemos dizer que, na realidade, nunca se tratou seriamente de incluir qualquer deles no cânon.

As obras apócrifas do NT têm formas paralelas aos livros do NT. Já se sabe alguma coisa a respeito de mais de cinqüenta evangelhos apócrifos. Alguns deles foram conservados na sua totalidade, outros, em fragmentos, e ainda outros são conhecidos apenas pelo nome. Nestes, geralmente, o autor ocultou seu próprio nome e atribuiu sua obra a um apóstolo ou discípulo. Aqueles que estão disponíveis na sua totalidade são: Evangelho segundo os Hebreus (há fragmentos do segundo século); o proto-evangelho de Tiago (irmão do Senhor); o Evangelho de pseudo-Mateus; o Evangelho da natividade de Maria; a história de José, o carpinteiro; o Evangelho segundo Tomé; o Evangelho da Infância; o Evangelho segundo Nicodemos; o Evangelho segundo Filipe; o Evangelho dos Egípcios.

Numerosos Atos dos Apóstolos também foram compostos. Entre os mais conhecidos está a coletânea chamada Atos Leucianos, porque foram colecionados por Léucio. Estas obras fragmentárias, em número de cinco, incluem Atos, os de Paulo e Tecla (segundo século), e os de Pedro (terceiro século). Epístolas, a de Barnabé (fim do primeiro século). Apocalipses, o de Pedro (segundo século), os Atos de Pilatos.

Epístolas apócrifas não são tão numerosas, porque era mais difícil falsificá-las ao ponto de apresentarem alguma aparência de autenticidade. Entre as mais conhecidas está a epístola dos apóstolos, que tratava de tendências heréticas; a epístola aos Laodicenses (Cl 4.16), seleções das cartas de Paulo (especialmente Filipenses); 3ª Corintios e a correspondência entre Paulo e Sêneca.

Os apocalipses eram modelados de modo semelhante ao Livro do Apocalipse no NT. Os mais famosos entre eles são: o Apocalipse de Pedro (século II) e o Apocalipse de Paulo (século IV). Entre outras coisas, os dois têm visões do céu e do inferno, com cenas de bem-aventurança e descrições lúgubres do castigo.

Uma das mais relevantes descobertas de obras apócrifas do NT foi feita em 1946, em Nag Hammadi, cerca de 50 km ao norte de Luxor, no Egito. Eram trinta e sete obras completas, e cinco obras fragmentárias, geralmente com uma tendência gnóstica, todas escritas em cóptico, traduzidas de originais gregos.

3 comentários:

  1. por favor me fala qual foi os livros apocrifos encontrado no novo testamento e em que data foi escrito e quem foi que escrevel estes livros por favor me ajuda obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. . Os Livros Apócrifos do Novo Testamento (N.T.): Sob este nome são algumas vezes reunidos vários escritos cristãos de primitiva data, que pretendem dar novas informações acerca de Jesus Cristo e Seus Apóstolos, ou novas instruções sobre a natureza do Cristianismo em nome dos primeiros cristãos. Entre os Evangelhos Apócrifos podem mencionar-se:
      O Evangelho segundo os Hebreus (há fragmentos do segundo século);
      O Evangelho segundo S. Tiaqo, tratando do nascimento de Maria e de Jesus (segundo século);
      Os Atos de Pilatos.(Segundo século).
      Os Atos de Paulo e Tecla (segundo século).
      Os Atos de Pedro (terceiro século).
      Epístola de Barnabé (fim do primeiro século).
      Apocalipses, o de Pedro (segundo século).
      Ainda que casualmente algum livro não canônico se ache apenso a manuscritos do N.T., esse fato é, contudo, tão raro que podemos dizer que, na realidade, nunca se tratou seriamente de incluir qualquer deles no Cânon.

      Excluir
  2. Há um dilema no assunto relacionado a respeito dos livros apócrifos do Novo e Antigo Testamento. Não se sabe sobre a autoria desses livros nem a data, mas o que sabe e que não foram aceitos porque não têm inspiração Divina.

    ResponderExcluir