terça-feira, 28 de maio de 2013

O Relógio


Atualmente aprendi algumas curiosidades sobre o relógio, todas óbvias e previsíveis, mais esplendidamente enriquecedoras para explicar algumas dúvidas, que não poucas vezes nos tiram o sono e nos conduzem a pensar.

O relógio funciona quando esta configurado com todas as peças necessárias, ele não funciona quando faltam peças. Não obstante, o relógio não contém na sua totalidade, peças sobrando ou desnecessárias, todas são fundamentais para o exato funcionamento do relógio.

Se puder, imagine o mundo como um relógio, e todos nós como peças fundamentais desta grande criação, não há peças irrelevantes ou sobressalentes, todas foram confeccionadas com um propósito, com a missão de colaborar para o bom funcionamento do todo.

Entenda que quando você foi criado, algumas características foram implantadas somente em você, trata-se de uma peça única, fundamental para o andamento do todo, é um atributo majestático chamado de individualismo.

Não há peças sobrando, você esta incluído no plano, e recebeu a missão de funcionar com perfeição, para que o relógio do mundo não pare de pontuar. Há valor na individualidade, e certamente uma ótima razão para a existência. Creia no ideal do relógio e continue.

Quando desmontado e analisado separadamente, não há como compreender todas as peças de um relógio, pois somente o criador pôde dar sentido a elas. Mesmo não compreendidas na sua universalidade, todas são necessárias e não há peças duplicadas ou faltosas, todas trabalham em harmonia.

Não é preciso ser compreendido plenamente, para aceitar que sua vida tem sentido e que você faz parte de um planejamento importante, onde sua participação é mais do que benvinda, é indispensável. Você foi a peça criada por Deus, para que o funcionamento deste mundo seja perfeito, por isso, continue a trabalhar, continue girando com o planeta, continue a ser você mesmo, e procure ser feliz.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

O Fruto


“Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará”. (Salmos 1:3)


Se você tem mais de trinta anos, vivenciou uma época em que cada fruto tinha o seu tempo próprio, ainda que houvesse o desejo de consumo de um determinado fruto, era necessário esperar o que chamávamos de “época” do fruto.

Embora os trabalhadores lavravam o ano todo, o fruto tinha a sua época certa, ainda que notássemos apenas uma ou duas vezes ao ano, os trabalhadores rurais instavam durante um ano inteiro para que este fruto acontecesse.

Hoje tudo mudou, a maioria dos frutos são encontrados o ano todo nas prateleiras, isso porque são resultado de uma composição adulterada, sim, não seguem o método natural, método que o Criador estabeleceu, antes, visam o lucro e pouco se importam com as consequências deste adultério.

Analisando os profetas da Bíblia, de maneira muito notória percebemos que o fruto do seu ministério à Deus, florescia de tempos em tempos, ou seja, no tempo certo e por isso prosperavam, duravam e faziam a diferença no meio do povo. Hoje com tristeza, temos visto muitos ministérios frutificando o ano todo, sem parar, mais ao colocar o fruto a prova, fica fácil perceber que não tem sabor, alguns estão aguados, outros podres e para nada servem. Foram adulterados visando o comércio.

Procuremos pois os bons frutos, e para reconhece-los Jesus nos orientou em João capítulo quinze com preciosas lições. Notemos que tão importante como o fruto, é quem os tem produzido, “pois é pela árvore que se conhece o fruto”.

Na observância de frutos gerados no tempo certo, que chamo de tempo de Deus, é bom e agradável quando encontramos árvores boas, que tem dado seus frutos no tempo certo, são ouvintes e praticantes da palavra de Deus, e por isso não desanimam (suas folhas não caem), continuam fazendo a coisa certa.

Que o Senhor continue a nos abençoar, e que o nosso bosque seja repleto de boas árvores, que a ganância não nos alcance, para que o fruto adquirido tenha sabor, e que os nossos atos continuem fluindo de acordo com aquilo que foi estabelecido pelo Criador.

Parabéns ao jornal Athos pelos dez anos de bons frutos. que continue a prosperar, e distribuir sabor no meio de um povo que ama a Deus e sua Palavra.

sexta-feira, 3 de maio de 2013

O Padre


Quase que jogado aos leões, como que recebendo a honra da crucificação, e o amparo da minoria... Mataram o padre.

Vagando pelo universo da filosofia, dando crédito as palavras de Platão, o padre pensou que como pensou Descartes poderia pensar, enfim, existir.

Na cicuta do mundo atual, vivendo a corrupção e maldade alertada por Sócrates, calaram o padre. Não obstante, a história do maior ícone do protestantismo, não há como reformar, até Francisco entenderá.

Acertando evidentemente nas perspectivas da vida, e lógico, errando nos enganos e engodos das letras que deliram, pensou poder pensar e foi afligido pelo mais severo dos órgãos, a língua.

Despertaram enfim os intelectuais, sim, os “especialistas” no assunto, os críticos da razão finalmente se posicionaram... (silêncio)... Interessante, onde estavam até agora? Porque não manifestaram suas opiniões antes ou durante os fatos? Precisavam esperar o término de tudo para se posicionarem, sim, são como que aquelas ondas impelidas pelo vento.

Tecem a sua crítica depois porque são hipócritas, enganadores, mentirosos e covardes. Homens religiosos que venderam suas almas ao diabo por trocados eclesiásticos. Arrogantes e carniceiros, monstros encapados com roupas decentes, fezes do mundo moderno.

Apologéticas a parte, não me inclino a direita ou esquerda, pois quem sou eu pra saber nos detalhes os fatos? Não estava lá, não vi, não sou apóstolo. Mais irrita toda esta podridão institucional, esta falácia intelectual.

Que lindo o evangelho de Cristo livre das instituições e dos seus moribundos líderes. A Palavra de Deus subsiste é verdade, mais a duras penas.

O ensinamento sobre o não julgar, o resolver problemas com o irmão em particular, o ouvir primeiro para depois falar, o amor (cala) – parecem assuntos desconhecidos e apagados com o sangue da cruz.

Pertencentes a John Glass, são homens sandemanianistas, adoradores da crueldade e podres na fé, nada lhes restou a não ser amaldiçoar e julgar e matar.

Estou relendo os Evangelhos para encontrar uma vida que Cristo tenha excluído, quem sabe nos apócrifos ou nos pseudepígrafos, pra garantir vou consultar também as adições. Entrementes a tudo, somente Cristo continua reinando e um dia julgará com justiça. Soli Deo Glória!

Bill


Bill Gates foi convidado por uma escola secundária para uma palestra. Chegou de helicóptero, tirou o papel do bolso onde havia escrito onze itens. Leu tudo em menos de 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 minutos sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero. O que estava escrito é muito interessante, leiam:

1. A vida não é fácil — acostume-se com isso.

2. O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.

3. Você não ganhará R$20.000 por mês assim que sair da escola. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição antes que você tenha conseguido comprar seu próprio carro e telefone.

4. Se você acha seu professor rude, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você.

5. Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está abaixo da sua posição social. Seus avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam de oportunidade.

6. Se você fracassar, não é culpa de seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles.

7. Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos”. Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto.

8. Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece com absolutamente NADA na vida real. Se pisar na bola, está despedido… RUA!!! Faça certo da primeira vez!

9. A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outros empregados o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.

10. Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a boate e ir trabalhar.

11. Seja legal com os chamados CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam que são uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles."