sexta-feira, 24 de maio de 2013

O Fruto


“Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará”. (Salmos 1:3)


Se você tem mais de trinta anos, vivenciou uma época em que cada fruto tinha o seu tempo próprio, ainda que houvesse o desejo de consumo de um determinado fruto, era necessário esperar o que chamávamos de “época” do fruto.

Embora os trabalhadores lavravam o ano todo, o fruto tinha a sua época certa, ainda que notássemos apenas uma ou duas vezes ao ano, os trabalhadores rurais instavam durante um ano inteiro para que este fruto acontecesse.

Hoje tudo mudou, a maioria dos frutos são encontrados o ano todo nas prateleiras, isso porque são resultado de uma composição adulterada, sim, não seguem o método natural, método que o Criador estabeleceu, antes, visam o lucro e pouco se importam com as consequências deste adultério.

Analisando os profetas da Bíblia, de maneira muito notória percebemos que o fruto do seu ministério à Deus, florescia de tempos em tempos, ou seja, no tempo certo e por isso prosperavam, duravam e faziam a diferença no meio do povo. Hoje com tristeza, temos visto muitos ministérios frutificando o ano todo, sem parar, mais ao colocar o fruto a prova, fica fácil perceber que não tem sabor, alguns estão aguados, outros podres e para nada servem. Foram adulterados visando o comércio.

Procuremos pois os bons frutos, e para reconhece-los Jesus nos orientou em João capítulo quinze com preciosas lições. Notemos que tão importante como o fruto, é quem os tem produzido, “pois é pela árvore que se conhece o fruto”.

Na observância de frutos gerados no tempo certo, que chamo de tempo de Deus, é bom e agradável quando encontramos árvores boas, que tem dado seus frutos no tempo certo, são ouvintes e praticantes da palavra de Deus, e por isso não desanimam (suas folhas não caem), continuam fazendo a coisa certa.

Que o Senhor continue a nos abençoar, e que o nosso bosque seja repleto de boas árvores, que a ganância não nos alcance, para que o fruto adquirido tenha sabor, e que os nossos atos continuem fluindo de acordo com aquilo que foi estabelecido pelo Criador.

Parabéns ao jornal Athos pelos dez anos de bons frutos. que continue a prosperar, e distribuir sabor no meio de um povo que ama a Deus e sua Palavra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário